Icone Menu

Empresas portuguesas libertam menos C02 mas ainda há muita pegada para limpar

09-10-2019

No ano passado, algumas das maiores empresas nacionais lançaram menos dióxido de carbono para a atmosfera, alcançando reduções entre os 5 e os 25%.

Depois de, em 2017, ter registado o quinto maior aumento no dióxido de carbono libertado para a atmosfera entre os países da União Europeia (cerca de 7,3%), Portugal foi o estado-membro que mais baixou as emissões no ano passado, na ordem dos 9%. E algumas das principais empresas portuguesas acompanharam a tendência, com diminuições percentualmente superiores, nalguns casos.

 

A redução do dióxido de carbono, gás presente em 80% das emissões de gases com efeito de estufa na UE, é um processo em curso no conjunto dos estados-membros desde 2003, ano do pico de 5,2 mil milhões de toneladas, e em Portugal desde 2005 (recorde de 85,6 milhões).

 

O Acordo de Paris, de 2015, já assinado por 195 países, estabelece, porém, a neutralidade carbónica – a emissão não pode superar a absorção de carbono – como uma necessidade até 2050, para se evitar que o aumento da temperatura média global seja superior a 1,5 graus Celsius, ou dois graus na pior das hipóteses, face aos valores médios pré-industriais.

 

Outra das fontes de dióxido de carbono é a indústria transformadora; 2017, o setor emitiu 7,6 milhões de toneladas (10,7% do total do país), uma quantidade inferior à norma da primeira década do presente século, que oscilou entre oito e 12 milhões, mas superior à de 2016 em 3,2%.

 

A produção de têxtil e vestuário é outro setor com impacto no país, quer económico – as exportações de 5,3 mil milhões de euros em 2018 constituem um recorde -, quer ambiental, não só por causa das emissões de carbono decorrente da atividade, mas também dos elevados consumos de água e do uso de produtos químicos perigosos, agravados por tendências que convidam ao consumo permanente de peças novas (fast fashion).

 

Fonte: Público

voltar ao topo

Ao subscrever a nossa newsletter, está a concordar com a Política de Privacidade.

zuka