Icone Menu

Há uma nova era no horizonte da indústria têxtil

29-10-2018

A velha máxima de que é a economia que guia os gestores e decisores pode estar a ficar ultrapassada. A sustentabilidade poderá bem ser a nova máxima. Pelo menos assim acreditam 78% dos gestores ouvidos num estudo global da Mackinsey para a ITV, apontando que em 2025 será a sustentabilidade a guiar as opções dos consumidores.

 

O futuro passa, assim, pela sustentabilidade e a indústria está obrigada a dar resposta às exigências éticas e ecológicas dos consumidores.

 

A corrida à Ásia e à mão de obra barata está ultrapassada como fator de competitividade. Estamos na viragem para uma nova era onde a rapidez e proximidade são fatores críticos, mas a indústria está sobretudo obrigada a procurar respostas ecologicamente mais responsáveis.

 

Perante o questionário da McKinsey, 78% dos inquiridos afirmou que em 2025 a sustentabilidade será um fator decisivo no comportamento dos consumidores e a responsabilidade ecológica é mesmo apontada como a trave mestra de toda a indústria de futuro e acaba por justificar os restantes fatores: a aposta em mercados mais próximos vai permitir uma diminuição do stock excedente e do consumo de combustível e a automação pode servir para um maior aproveitamento das matérias-primas e uma aposta em vestuário com um ciclo de vida mais prolongado.

 

Fonte: Jornal T

voltar ao topo

Ao subscrever a nossa newsletter, está a concordar com a Política de Privacidade.

Copyright Semural 2018. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade.

zuka