Icone Menu

Qualidade do ar afetará ainda mais a nossa saúde

18-07-2018

O ambiente e a saúde pública continuarão a degradar-se

Estudo da Universidade de Aveiro alerta para o facto de, apesar da redução de emissões poluentes, o tempo mais quente e seco vai ter consequências mais negativas para a saúde pública. Isto acontecerá na segunda metade do século.

 

A qualidade do ar em Portugal continental e, consequentemente, o ambiente e a saúde pública continuarão a degradar-se de forma preocupante até ao final do século".

 

O aviso é dado por uma equipa da Universidade de Aveiro (UA), liderada por Alexandra Monteiro, investigadora do Centro de Estudos do Ambiente e do Mar e do Departamento de Ambiente e Ordenamento daquela instituição, segundo a qual as alterações climáticas serão o principal fator a ter em conta.

 

"A proteção da saúde humana será ainda mais crítica no futuro", defende a investigadora, referindo que "crianças, idosos, grávidas e indivíduos que sofram de problemas respiratórios e cardíacos serão os principais afetados pela poluição atmosférica que atualmente, segundo a Organização Mundial de Saúde, já mata todos os anos sete milhões de pessoas em todo o mundo".

 

Fonte: Diário de Notícias

voltar ao topo

Ao subscrever a nossa newsletter, está a concordar com a Política de Privacidade.

Copyright Semural 2018. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade.

zuka