Icone Menu

Comissão Europeia quer banir venda de cotonetes e palhinhas em plástico

05-06-2018

Grande parte destes materiais acaba nos oceanos

Cotonetes, palhinhas, balões e garrafas de plástico, são usados uma só vez e depois descartados. Uma grande percentagem acaba nos oceanos, onde compromete toda a cadeia alimentar.

É com base neste argumento que a Comissão Europeia apresentou uma proposta, de proibição da venda de alguns produtos de plásticos descartáveis.

 

Para além da redução do lixo marinho, o objetivo é responsabilizar as empresas produtoras de plásticos pelos resíduos.

Focando-se nos produtos que costumam aparecer nas praias, vindos dos oceanos, Bruxelas vai declarar guerra aberta a cotonetes (exceto os que forem utilizados por motivos médicos), pauzinhos de balões, palhinhas, pratos e talheres de plástico, que serão substituídos pelos seus equivalentes sustentáveis.

 

O documento inclui também novas obrigações para os fabricantes de recipientes de plástico, copos, garrafas, invólucros de doces, cigarros, toalhitas, e balões.

Essas empresas devem gerir os cursos de limpeza de uma parte dos resíduos, promover a sua reciclagem nos casos em que seja possível e participar em campanhas de consciencialização junto da população.

 

Fonte: Público

voltar ao topo

Ao subscrever a nossa newsletter, está a concordar com a Política de Privacidade.

Copyright Semural 2018. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade.

zuka